Luciano Granja Grupo e The Jalmas no República do Rock de agosto

Está marcada para o dia 12 de agosto, às 20h, a nova edição do projeto República do Rock, no Teatro Renascença, com shows de Luciano Granja Grupo The Jalmas.

Luciano Granja Grupo. Foto: Luigi Vieira, divulgação

Luciano Granja Grupo. Foto: Luigi Vieira, divulgação

Luciano Granja Grupo é liderado pelo guitarrista e cantor porto-alegrense Luciano Granja, músico que já colaborou com nomes como Kleiton & Kledir, Pitty, Engenheiros do Hawaii e Armandinho. Com Fernando Peters (baixo, violão e voz), Tio Vico (voz e percussão) e Luigi Vieira (bateria), ele vai apresentar músicas próprias, influenciadas por elementos do rock clássico e contemporâneo.

Capa do CD Dos Palcos aos Cabarés. Foto: reprodução

Capa do CD Dos Palcos aos Cabarés. Foto: reprodução

A banda The Jalmas pertence à nova geração do rock gaúcho, e está lançando seu primeiro disco, Dos Palcos aos Cabarés. O título já dá uma pista para a sonoridade e a temática do grupo, influenciado pelo rock inglês em canções que falam de sexo, álcool e diversão – vide o recém-lançado clipe Eu Sou Bandido.

O República do Rock é uma realização da Prefeitura, por meio da Coordenação de Música da Secretaria Municipal da Cultura.

Anúncios

Dia Mundial do Rock: duas grandes noites no Renascença

Energia, volume, rebeldia e poesia são algumas das características essenciais do rock’n’roll – e não faltou nada disso na edição especial do projeto República do Rock. A comemoração Dia Mundial do Rock no Teatro Renascença contou com grandes shows das bandas Walverdes e Cattarse (no sábado) e Nenung & Projeto Dragão e Frida (no domingo).

Fotos deste post: Belisa Giorgis

 

República do Rock - 12.07.2014 - Cattarse e Walverdes

Cattarse

Na noite de sábado, a ressaca por uma nova derrota do Brasil na Copa do Mundo foi compensada, com folga, pela força das performances da noite. Primeiro, o trio Cattarse mostrou as músicas de seu primeiro disco, lançado na internet naquele mesmo dia. Foi uma exibição de grande intensidade e competência, em alta voltagem, combinando psicodelismo, rock pesado e blues. Tudo culminou com o single Javali, com direito a performance cênica – um boneco encapuzado e mascarado surgiu na plateia e tomou o palco durante a música.

República do Rock - 12.07.2014 - Cattarse e Walverdes

Walverdes

A noite roqueira seguiu com os Walverdes. Em cena, o quarteto deu o seu recado de rock pesado e irônico, confirmando uma receita que consagrou a banda no cenário independente nacional ao longo das últimas décadas. O repertório teve músicas do disco mais recente, Breakdance, e também músicas mais antigas, como Anticontrole e Seja Mais Certo.

 

13.07.2014 - República do Rock - Frida e Neunung-008

Frida

Domingo, depois da vitória germânica na Copa do Mundo, coube à banda Frida abrir a noite, com suas canções de forte identidade autoral, alternando climas contemplativos e energéticos. O quarteto – que teve como convidado ao piano o músico Iuri Freiberger, que produz o disco de estreia da banda, a ser lançado ainda este ano – tocou canções como Pena de Mim, Jardim Bonito e Sem Guarda-Chuva.

 

13.07.2014 - República do Rock - Frida e Neunung-010

Nenung & Projeto Dragão, com Carmen Corrêa

Com Nenung & Projeto Dragão, a celebração teve um final grandioso. Cenário, iluminação, som e performance foram impecáveis, dando o devido espaço para o lirismo das canções de Nenung fluir, em tons que variaram do reflexivo ao combativo – como no bis, na releitura livre de Working Class Hero, de John Lennon. Um grande momento lírico-cênico foi Canção para Minha Morte, com a atriz Juçara Gaspar no papel da protagonista da canção. Outra convidada especial foi a cantora Carmen Corrêa, no início e no final do show. Um grande Dia Mundial do Rock.

Dia Mundial do Rock

O projeto República do Rock terá uma edição especial neste final de semana, no Teatro Renascença, com shows das bandas Walverdes e Cattarse (sábado) e Nenung & Projeto Dragão e Frida (domingo). Será a celebração do Dia Mundial do Rock, lembrado em 13 de julho.

A origem dessa festa roqueira está no ano de 1985, quando o irlandês Bob Geldof – cantor da banda The Boomtown Rats e ator principal do filme Pink Floyd – The Wall – e o escocês Midge Ure – vocalista de bandas como Thin Lizzy e Ultravox – organizaram o megafestival Live Aid. No 13 de julho daquele ano, eles reuniram alguns dos maiores nomes do pop mundial para arrecadar fundos, visando ao combate à fome na Etiópia.

Naquele dia, os shows realizados simultaneamente nos lotados estádios Wembley (em Londres) e John F. Kennedy (na Filadélfia) renderam momentos históricos. Entre eles, as reuniões do Led Zeppelin e do Black Sabbath e as apresentações consagradoras de artistas como Queen, David Bowie, U2 e Paul McCartney. Ao todo, quase 2 bilhões de pessoas de 150 países assistiram ao festival pela TV, e as doações chegaram a 150 milhões de libras.

Confira vídeos de alguns dos shows:

Novidades do Sons da Cidade

A próxima edição do projeto Sons da Cidade está marcada para 26 de agosto, no Teatro Renascença. Para essa noite, estão programados dois espetáculos essencialmente acústicos.

Uma das atrações é o espetáculo Olhar o Mar, em que o músico Angelo Primon apresenta temas inspirados em poemas e canções folclóricos da Ilha dos Açores, em formação camerística, com destaque para a viola de 10 cordas.

A noite terá também show do cantor e compositor Thiago Ramil, um dos destaques da nova geração da música de Porto Alegre. Primo do também compositor Ian Ramil, Thiago mostra composições próprias, combinando sonoridades elétricas, eletrônicas e acústicas.

Em setembro, o Sons da Cidade será dedicado ao centenário de nascimento de Lupicínio Rodrigues. Em breve, mais detalhes.

 

República do Rock tem edição especial em julho

A banda Cattarse, uma das atrações do dia 12 de julho no Teatro Renascença

A banda Cattarse, uma das atrações do dia 12 no Teatro Renascença

 

O Dia Mundial do Rock – lembrado em 13 de julho, data do megafestival Live Aid em 1985 – terá programação especial no projeto República do Rock. Serão duas noites de shows no Teatro Renascença, ambas a partir das 19h30min.

No dia 12 de julho, sábado, as atrações serão dois grupos de som e performance de alta intensidade: Walverdes e Cattarse. Os Walverdes, com duas décadas de trajetória, são uma das bandas mais respeitadas dentro do cenário independente nacional, com seis discos de estúdio na bagagem – o mais recente é Breakdance, de 2010. A formação atual é Gustavo Mini Bittencourt (guitarra e voz), Marcos Rubenich (bateria), Patrick Magalhães (baixo) e Julio Porto (guitarra).

 

A Cattarse foi fundada em 2010 e desde então vem se firmando na cena de Porto Alegre graças à forte presença de palco do trio, que combina influências psicodélicas e pesadas do rock clássico e contemporâneo. A banda já participou do festival Cosquin Rock, na Argentina, e justamente no dia 12 de julho estará lançando na internet seu primeiro álbum. A formação tem Igor van der Laan (voz e guitarra), Yuri van der Laan (contrabaixo) e Diogo Stolfo (bateria).

 

No dia 13 de julho, a tarde será de final de Copa do Mundo, e a noite será de mais música. Para esta edição, estão escaladas duas bandas que fazem rock unindo energia e lirismo. Uma delas é Nenung & Projeto Dragão, liderada pelo cantor e compositor Nenung (também da banda Os the Darma Lóvers). O grupo se prepara para lançar o álbum Serenoato, previsto para agosto. No show, a formação terá Nenung (voz e violão incidental), Mauricio Chaise (guitarra), Gustavo Chaise (violão), Thiago Heinrich (baixo e teclado) e Rafael Bohrer (bateria), com participação de Carmen Corrêa (vocal).

 

A outra banda da noite é a Frida, surgida em Gravataí em 2005. Depois de lançar dois EPs e participar de festivais como Noite Senhor F, Morrostock e Acid Rock, o grupo está finalizando seu primeiro álbum, mesclando a sonoridades dos anos 60 a elementos do rock contemporâneo e a uma poética influenciada pela música brasileira. Sandro Silveira (guitarra e voz), Andriel Cimino (guitarra), Vinicius Braga (baixo) e Bruno Neves (bateria) formam o grupo.

 

O ingresso para cada noite é a doação de um quilo de alimento não perecível. A retirada das entradas pode ser feita a partir das 18h30, na bilheteria do teatro.