Festa do Prêmio Açorianos de Música tem nostalgia e variedade musical

 

premiados Açorianos - foto Luciano Lanes_PMPA

Os contemplados e seus troféus no palco do Araújo Vianna

Cantores e compositores de largas trajetórias, Luiz Carlos Borges e Antonio Villeroy estão entre os grandes vencedores do Prêmio Açorianos de Música 2014/2015, entregue na noite de terça-feira. O primeiro, com seu disco ao vivo comemorativo aos 50 anos de carreira, conquistou todos os troféus do Gênero Regional – compositor, intérprete, instrumentista e álbum. O segundo viu seu eclético Samboleria ser escolhido o Disco do Ano, e também ganhou os prêmios de Espetáculo do Ano e de Álbum e Compositor MPB.

Mas quem saiu da cerimônia realizada no Auditório Araújo Vianna com mais prêmios foi o Quinteto Persch. O grupo de acordeonistas teve seu CD Brasileiríssimo agraciado com cinco troféus – os quatro do Gênero Erudito e o de Arranjador para Adriano Persch. O compositor Leandro Maia, o bandolinista Rafael Ferrari, o projeto Rock de Galpão e a banda Dingo Bells também se destacam entre os contemplados (veja lista completa abaixo).

Tendo como pano de fundo o centenário de Túlio Piva, a festa foi recheada de momentos comoventes. Um deles foi o encontro musical histórico entre os dois homenageados da noite – o pianista Norberto Baldauf e o gaiteiro Renato Borghetti interpretaram Tem que Ter Mulata, com a companhia de Pâmela Amaro (voz e pandeiro), Giovanni Berti (pandeiro) e Daniel Sá (violão).

borghettibaldauf - foto Luciano Lanes_PMPA

Borghetti, Baldauf, Pâmela e Berti

 

Outro foi o tributo aos artistas falecidos desde a última edição do prêmio: enquanto o telão exibia imagens de personalidades como Nico Fagundes, Sérgio Napp, Glênio Reis, Mary Mezzari e Luciano Leindecker, no palco o cantor Chico Saratt interpretou Desgarrados acompanhado do piano de Cristian Sperandir e da Orquestra Unisinos Anchieta, com regência de Evandro Matté.

Também houve nostalgia quando Giuliano Teixeira, neto de Teixeirinha, cantou Querência Amada para lembrar os 30 anos da morte do autor de Coração de Luto, em uma das três menções especiais da noite – as outras duas foram para o projeto Ecarta Musical e para a Oficina Choro e Samba do Santander Cultural.

 

Giuliano Teixeira - foto Luciano Lanes_PMPA

Giuliano Teixeira, Ariani Marques e grupo: “Querência Amada”

Entre as premiações, os números musicais revisitaram a obra de Túlio Piva de acordo com os diferentes gêneros do Açorianos. Assim, Gente da Noite ganhou versão instrumental no violino de Hique Gomez, Pandeiro de Prata virou blues nas guitarras de Fernando Noronha e Bibiana Petek e Encontro Marcado ganhou ênfase melódica na interpretação de Antonio Villeroy. A festa terminou com o neto de Túlio Piva, Rodrigo, trazendo Gente da Noite de volta para seu suingado formato original.

O Prêmio Açorianos de Música é uma realização da Prefeitura de Porto Alegre, por meio da Coordenação de Música da Secretaria Municipal da Cultura.

 

Texto: Luís Bissigo

Fotos: Luciano Lanes/PMPA

 

Os premiados:

 

DISCO DO ANO

Samboleria – Antonio Villeroy

 

DVD

Mais uma Canção – Bebeto Alves

 

ESPETÁCULO

Samboleria – Antonio Villeroy

 

DISCO INFANTIL

O Ônibus do Sobe e Desce – Gelson Oliveira

 

PRODUTOR MUSICAL

André Mehmari – Suíte Maria Bonita e Outras Veredas (Leandro Maia)

 

ARRANJADOR

Adriano Persch – Brasileiríssimo (Quinteto Persch)

 

PROJETO GRÁFICO

Rodrigo Marroni, Leo Lage, Lipe Albuquerque e Dingo Bells – Maravilhas da Vida Moderna

 

REVELAÇÃO

Alana Moraes

 

GÊNERO POP

 

COMPOSITOR

Dingo Bells – Maravilhas da Vida Moderna

 

INSTRUMENTISTA

Fernando Noronha – Time Keeps Rolling (Fernando Noronha & Black Soul)

 

INTÉRPRETE

Tiago Ferraz – Volume II – Ao Vivo nas Missões (Rock de Galpão)

 

ÁLBUM

Volume II – Ao Vivo nas Missões – Rock de Galpão

 

GÊNERO REGIONAL

 

COMPOSITOR

Luiz Carlos Borges – Ao Vivo – 50 Anos

 

INSTRUMENTISTA

Luiz Carlos Borges – Ao Vivo – 50 Anos

 

INTÉRPRETE

Luiz Carlos Borges – Ao Vivo – 50 Anos

 

ÁLBUM

Ao Vivo – 50 Anos – Luiz Carlos Borges

 

GÊNERO MPB

 

COMPOSITOR

Antonio Villeroy – Samboleria

 

INSTRUMENTISTA

Pedro Figueiredo – Café Frio (Killy Freitas e Antonio Skármeta), Cibernauta (Victor Hugo), Terreiros Gaúchos Amores Flutuantes (Gisele Rodrigues), Coisas Nossas (Caio Martinez) e Suíte Maria Bonita e Outras Veredas (Leandro Maia)

 

INTÉRPRETE

Leandro Maia – Suíte Maria Bonita e Outras Veredas

 

ÁLBUM

Samboleria – Antonio Villeroy

 

GÊNERO INSTRUMENTAL

 

COMPOSITOR

Rafael Ferrari – Bandolim Campeiro

 

INSTRUMENTISTA

Leonardo Bittencourt – Prospecto (Marmota)

 

INTÉRPRETE

Rafael Ferrari – Bandolim Campeiro

 

ÁLBUM

Zeros Instrumental – Carlos Badia

 

GÊNERO ERUDITO

 

COMPOSITOR

Toninho Ferragutti – Brasileiríssimo (Quinteto Persch)

 

INSTRUMENTISTA

Quinteto Persch – Brasileiríssimo

 

INTÉRPRETE

Quinteto Persch – Brasileiríssimo

 

ÁLBUM

Brasileiríssimo – Quinteto Persch